quarta-feira, 31 de maio de 2017

Avaliação e Intervenção Psicopedagógica – Lajeado - RS


Apostar na educação é uma das ferramentas mais poderosas que podemos proporcionar ao país. Preocupar-se com os processos de ensino aprendizagem é dever de todo e qualquer profissional que trabalha no contexto educativo, no entanto, nem sempre há o entendimento do que fazer quando o aluno não aprende, principalmente quando o professor expressa que já fez tudo e mesmo assim não conseguiu um retorno positivo.
Muitas vezes, tratando-se da não aprendizagem, se faz necessário, um olhar de um profissional que se utiliza de instrumentos capazes de avaliar quais os aspectos que se mostram deficitários na aprendizagem da criança, ou seja, o psicopedagogo.
O psicopedagogo é um profissional que cujos conhecimentos dos processos cognitivos, emocionais e corporais, auxiliam no processo ensino aprendizagem, contribuindo de forma significativa para a melhoria acadêmica do estudante.
Através da disciplina de Avaliação e Intervenção Psicopedagógica - Clínica (do curso de Psicopedagogia Institucional e Clínica do Censupeg), o futuro psicopedagogo irá “entender e elaborar a contextualização das avaliações psicopedagógicas em situações clínicas verificando quais os procedimentos técnicos e encaminhamentos psicopedagógicos no atendimento de sujeitos com dificuldades de aprendizagem, bem como, elaborar pareceres e devolução de diagnóstico”.
A avaliação psicopedagógica tem como objetivo principal investigar quais as dificuldades ou entraves do sujeito no seu processo de aprender diante do esperado pelo meio social, ou seja, identificar dificuldades que possam estar impedindo o sujeito de desenvolver o processo ensino aprendizagem de forma eficaz, procurando deste modo, descobrir a forma de como o conhecimento é elaborado por esse sujeito.
Como se pode perceber, avaliação e intervenção, requerem muitas horas de estudo, escolhas de instrumentos adequados para cada contexto e técnicas de intervenções que contemplem os resultados mostrados na avaliação. Nesse sentido, podemos afirmar que a formação do psicopedagogo se faz mediante muito empenho, leituras constantes e trocas de saberes (práticos e teóricos).